O que é um blend de chá?

23 jun 20
O que é um blend de chá?

Um chá puro tem seu charme, mas uma combinação de ingredientes pode ser alegre e deliciosa. Sim, hoje vamos explicar aqui o que é um blend de chá e apresentar de maneira simples o processo de criação.

Se você não sabe do que estamos falando, fique tranquilo. Provavelmente você já deve ter provado um ou mais blends, mesmo sem saber que existe um nome para isso.

É muito comum na cultura brasileira fazer uma infusão com várias ervas colhidas do jardim, como camomila, capim limão, funcho, por exemplo. Apesar de não envolver técnica, esse é um exemplo simplista de um blend.

Definição: que é um blend de chá?

Blend é uma palavra em inglês que em tradução literal significa mistura. Ela é aplicada em diferentes sentidos e segmentos.

No universo dos chás, blend é a definição para uma mistura de dois ou mais ingredientes para a criação de um chá ou infusão.

Ele pode ser elaborado com raízes, caules, folhas, flores, frutas, especiarias e até óleos essenciais.  Não há limites para as combinações, vai depender da criatividade e propósito.

Existem alguns blends clássicos, que são usados por várias marcas, como chá verde com menta, chá preto com óleo de bergamota conhecido como Earl Grey, chá verde com arroz e mistura de chá preto de diferentes origens, o English Breakfast.

Exemplo de um blend de chá

O profissional Tea Blender

O Tea Blender é o profissional capacitado para criar os blends de chás. É como se ele fosse o engenheiro no universo do chá, capaz de criar um arquitetura harmoniosa entre diferentes ingredientes.

Cabe ao especialista ter conhecimento técnico sobre as principais atividades da profissão e ter amplo conhecimento para entender sobre os principais chás de diferentes regiões do mundo, compreender os ingredientes e seus perfis sensoriais.

É uma atividade que exige aprimoramento contínuo, para explorar novos aromas, sabores e combinações, além estar atento às novas demandas do mercado, tendências e comportamento do consumidor.

Um Tea Blender pode criar suas próprias linhas de chás, como também pode atuar sob demanda ou ser um consultor para empresas do ramo.

Como é o processo de criação de um blend

Objetivo do blend

Acredite, não é apenas misturar os ingredientes. Geralmente, o Tea Blender escolhe um ingrediente com o qual deseja trabalhar e extrair novas possibilidades. Pode ser um elemento comum ou algo novo, que precisa ser explorado. 

Há também a possibilidade de ter um objetivo específico, como criar uma combinação para turbinar o sistema imunológico ou então uma mistura rica em propriedades relaxantes. Ou apenas criar um blend que seja muito refrescante no paladar, por exemplo.

Seleção dos ingredientes

A etapa de seleção dos ingredientes é fundamental, pois é a matéria prima que vai contribuir para a qualidade do blend, para ter notas aromáticas completas e sabor característico.

Existem diversos critérios que definem um ingrediente de boa qualidade, como o tamanho e integridade das folhas, frutas, flores, ervas ou especiarias selecionadas, frescor, granulometria, aparência e outros tantos. 

Por isso, é comum um tea blender ter fornecedores de diferentes regiões, a fim de buscar os melhores elementos para o seu produto.

Testes

Além de ter os ingredientes, é preciso entendê-los como um todo: seu perfil sensorial (aroma e sabor), suas propriedades e harmonizações. E claro, testá-los ao máximo!

A fase de testes é a parte mais divertida e ao mesmo tempo desafiadora. É preciso experimentar cada combinação em suas diferentes etapas: a combinação de física, se os ingredientes entre si não entram em conflito de tamanho ou aparência, a harmonia sensorial, para entender qual deve se sobressair ou complementar – ao invés de criarem um conflito, inclusive no sabor e entre outras análises necessárias.

Por isso, os testes são essenciais para aprimorar e lapidar a criação de um blend, para realizar as mudanças necessárias a fim de atingir o objetivo proposto.

Por exemplo, se o hortelã tradicional não harmonizou tão bem, talvez seja necessário testar com um hortelã pimenta.  E aí o processo começa novamente.

Quantidade

Após desenvolver a combinação ideal do blend, é necessário balancear a quantidade de cada ingrediente. É nessa fase que é definida a integração ideal entre cada elemento, para que haja um  equilíbrio.

Ou seja, a proporção ideal de cada elemento. Imagine um chá de 20g com base de três ingredientes. Ele pode ser formado por 10g de um elemento que será a base, 6 g de outro ingrediente e 4g de outro. 

Em quantidades diferentes, esses ingredientes irão se unir em uma harmonia perfeita, permitindo ter espaço para um nota que se destaca e outras que se complementam.

Um processo complexo que exige muito conhecimento e técnica do profissional criador do chá.

Conclusão

Experimentar um blend é uma oportunidade de desafiar seu paladar, para experimentar possibilidades muitas vezes inimagináveis e  perceber as diferentes características de uma bebida.

Se você tiver a oportunidade, prove um blend e tente identificar os ingredientes que compõem a bebida, sinta as notas aromáticas e o sabor. Um desafio simples, mas capaz de fazer você treinar suas habilidades sensoriais no chá. 

E claro, uma maneira genuína de valorizar o trabalho incrível de um Tea Blender, que dedicou muito do seu tempo e conhecimento para criar um blend.

Você sabe o que é uma infusão? Confira aqui.