6 erros no preparo do chá que você deve evitar

12 jun 19
6 erros no preparo do chá que você deve evitar

Não tem sensação melhor que provar um chá gostoso, não é mesmo? É cheirinho das ervas no pacote, o perfume que invade o ambiente com a água quente e o sabor que envolve a alma. Mas às vezes pode acontecer de você não ter essas experiências tão agradáveis assim. O motivo? Podem ser vários. Nós listamos aqui 6 erros no preparo do chá que você pode cometer e como evitá-los.

É claro que no caminho do chá não existem regras, afinal, o chá perfeito é aquele que você gosta. 

Mas existem sugestões que permitem a você experienciar momentos e vivências surpreendentes. 

O cheiro de uma comida que a sua vó fazia, a sensação de bem-estar ou um sabor delicioso que você guarda com tanto carinho na memória.  Aqueles sentimentos que só o chá é capaz de proporcionar.

E como nós queremos que você viva e sinta tudo isso, reunimos os principais erros, para você evitar e continuar preparando chás maravilhosos, confira!

Água de má qualidade

Qual água você usa para fazer chá? Nós já falamos aqui com mais detalhes sobre a importância de ter água de boa qualidade no chá.

De acordo com especialistas na bebida, o ideal é optar por água com pH neutro e com equilíbrio dos sais minerais.

Aquela que vem pela torneira da nossa casa da companhia de tratamento de água, possui cloro, substância adicionada para torná-la potável.

Apesar de não ser prejudicial ao organismo, interfere diretamente, mascarando o sabor do chá ou infusão.  

Outra ponto negativo de utilizar a água da torneira é a dificuldade de mensurar o pH e os sais, que exige o uso de materiais específicos para isso, o que não facilita no dia a dia.

Se você tiver a opção, utilize sempre que possível água mineral ou filtrada, que possuem maior qualidade e dificilmente vão interferir no sabor do chá.

Ervas sem frescor

Como o chá é feito com ingredientes naturais, como folhas, raízes, flores ou frutas, ele precisa de muitos cuidados para estar sempre fresco, como falamos aqui.

No entanto, com a ação do tempo ou com o armazenamento incorreto, a intensidade do aroma, sabor e aquela sensação de frescor diminuem.

Errar a temperatura

Você sabia que para cada tipo de chá existe uma temperatura adequada? Usar água quente demais em uma erva delicada, ela irá “queimar”, perdendo seu sabor e aromas naturais. 

E ao usar temperatura mais baixa em chás mais encorpados, você não irá extrair as propriedades e óleos essenciais. 

E em blends que levam chocolate ou caramelo, por exemplo, eles não irão derreter o suficiente e gerar a experiência para o qual ele foi pensado e criado.

Para não errar, confira sempre a temperatura indicada pelo fabricante e se não tiver uma chaleira com termostato, utilize um termômetro ou aplique a técnica da bolha, da qual nós explicamos o passo a passo aqui.

Infusor muito pequeno

Algumas vezes o sabor e aroma do chá podem não ser totalmente extraídos se o infusor for muito pequeno.

As folhas precisam de espaço para expandir e liberar todas as suas propriedades que transformam e criam o perfil do chá. 

Ou seja, pode ser que você prove um chá de excelente qualidade e se decepcione com ele, quando na verdade o vilão pode ter sido o infusor!

Para evitar frustrações, ao colocar a erva seca no infusor, verifique se há bastante espaço vazio. Do contrário, troque seu utensílio!

Aproveite e confira nossas dicas de como escolher o infusor ideal.

Não respeitar o tempo de infusão

Se houvesse um ranking, com certeza esse seria o campeão entre os erros que fazem o chá ficar ruim. 

Muitas pessoas acabam esquecendo o chá na infusão por muito tempo e o resultado é uma bebida amarga, ruim e de má qualidade. 

Tem gente que torce o nariz para o chá verde, por exemplo, porque acha ele muito amargo, quando na verdade ele possui um perfil adstringente. 

O que provavelmente acontece é o uso água em temperatura muito alta com tempo demais na infusão! 

E assim o coitado do chá verde não ganha uma segunda chance!

A nossa dica é usar um cronômetro para lembrar de retirar as folhas da água no momento 

certo e claro, evitar fazer outras coisas enquanto prepara o chá, focando no momento presente, que é tão especial.

E para saber o tempo de infusão adequado, basta verificar a indicação do fabricante na embalagem!

Proporção de água e erva

Chá aguado? Pode acontecer!

A proporção serve para tantas coisas na nossa vida, inclusive para o preparo do chá perfeito!

O padrão mundial é 1 colher de chá de erva (2 a 3 gramas) para 200 ml de água.

Usando essa referência, você consegue preparar chás em grandes quantidades sem medo de errar!

Seguindo essas dicas com certeza o seu chá ou infusão será sempre completo, para você analisar e perceber todas as suas características originais e viver momentos deliciosos!